Sem Glamour

Primeira Coluna de Quinta Feira, diferente de meu colega e irmão Lucas M. que ja tem em sua rotina escrever toda Segunda Feira a Coluna para o time Madalozzo, e a poucas semanas começamos a colocar em todas as redes sociais esse conteúdo. Meu desafio é ser coeso com tantas ideias e aprendizado nesses 17 anos de atuação na Madalozzo Seguros.

Como introdução, e não será um padrão temas como o de hoje, irei falar um pouco de nossa trajetória.

Daniel e Lucas, a quarta geração da Família Madalozzo que aceitou o desafio ainda quando jovens para continuar a tradição da família em comercializar seguros, que teve inicio em 1932.

Como dizia meu pai, não tem “glamour” nenhum em ser corretor de seguros, na sua época (terceira geração da empresa) foi a mesma coisa, amigos eram: médicos, engenheiros, advogados, arquitetos. Todas as profissões soavam melhor do que quando era questionado sobre – O que você faz da vida? Ser corretor de seguros não era sinônimo se “sucesso”, não vamos entrar nessa definição de sucesso, pois não é nosso tema principal.

Eu e Lucas assim como meu pai no passado, aceitamos, nos encantamos pelo mercado segurador e pela Madalozzo Seguros, a terceira geração havia feito um trabalho incrível onde se tornava referência no Estado do Paraná.

Vou separar em alguns capítulos.

CAPITULO 1: Inconscientemente iniciei minha trajetória na corretora como Corretor, dentro de uma concessionária de caminhões na Cidade Industrial de Curitiba – PR nossa primeira filial aberta com uma enorme equipe: EU! E sim deu tudo certo, certo ou errado desisti da faculdade, como dito, não aprovo nem reprovo a decisão, porém foi o que ocorreu, o seguro fisga as pessoas e não conseguimos mais pensar em outra fonte de renda ou profissão, o foco é determinante nesse período, e vale a pena.

Anos se passaram, minha carreira de corretor de seguros ia muito bem obrigado, com o passar de 6 anos como corretor surgiram complicações de saúde em nossa família, mudanças de estratégia em minha vida profissional e da empresa foram necessárias.

Capitulo 2: Um novo capitulo iniciou em 2013, começamos a olhar para dentro da empresa, entender que tínhamos uma receita que bem aplicada em pessoas poderíamos ter uma equipe técnica (especialistas em produtos) que nos traria mais negócios, que iria auxiliar os corretores que vestiram a camisa Madalozzo a vender mais produtos com mais qualidade, e aos poucos, um dia de cada vez, com passos curtos a evolução dos departamentos foi acontecendo, pessoas INCRÍVEIS surgiram em nossas vidas/empresa, pessoas que estão do nosso lado todos os dias e que nos fazem acordar otimistas pois somos 200 entusiastas atualmente em 6 estados e 23 cidades, comercializando MILHÕES em vendas todas as semanas em todo território nacional.

O Capitulo 3, ainda não foi escrito, nossa jornada é longa e os próximos anos ainda estaremos escrevendo o segundo capitulo.

A perspectiva com o mercado Segurador que sou apaixonado é que não conseguimos ver até onde ele vai, os números, evolução e possibilidades são tão surpreendentes dia após dia que achar que conseguiríamos ver ou saber tudo em apenas 4 gerações seria o primeiro grande erro e já em minha primeira coluna.

Próxima quinta: CORRETORA DE VALORES X CORRETORA DE SEGUROS.

Um resto de semana de muitos negócios e muita saúde a você e sua família.

Acompanhe, siga, curta e comente!

Abraços.

Daniel M.

Compartilhar: